16 de dezembro de 2008

limiteralizamento
feio comócimento

2 comentários:

Chioo! disse...

Gosto do que escreves, da maneira como exprimes o que sentes. De como crias pensamentos e realidades através de uma única palavra: amor. A forma como o descreves é simples e clara - consisa. Ou é ou não é. Gosto disso :)

Buh! disse...

eu ando a regar a minha planta para que ela cresça e fique algo parecida com a planta que partilhas com o paulo :)