20 de julho de 2008

cortei

2 comentários:

ana disse...

é tão isso inês. É isso mais o milhão de coisas que não dizemos porque... não. Faz-nos mesmo pulsar não é, é uma necessidade tão vital


e eles a seu modo completam o que nos falta. Ao menos sentimo-nos preenchidos e iguais. Viva os nossos companheiros desta viagem que é a vida. Viva. Viva (la vida).

Iúri Wanima* disse...

epá....deixas me doido com a tua imaginação